quinta-feira, 30 de outubro de 2008

O que é Informática na Educação?

José Armando Valente

O termo "Informática na Educação" tem assumido diversos significados dependendo da visão educacional e da condição pedagógica em que o computador é utilizado. No entanto, o MEC-PROINFO ao longo da sua história de atuação nessa área, tem muito peculiar e, portanto, merece ser explicitada.

Em linhas gerais, a Informática na Educação significa a inserção do computador no processo de ensino-aprendizagem dos conteúdos curriculares de todos os níveis e modalidades da educação. Os assuntos de uma determinada disciplina da grade curricular são desenvolvidos por intermédio do computador.

Uma vez isso posto, a primeira distinção que é necessário explicitar é que essa visão elimina o uso do computador para ensinar conteúdos de ciência da computação ou "alfabetização em informática". Nesse caso, o aluno usa o computador para adquirir conceitos computacionais, como princípios de programação e implicações sociais sociais do computador na sociedade. Essa abordagem tem sido bastante divulgada e é a solução que muitas escolas encontram para o uso do computador na educação. Para tanto, o atual currículo é incrementado com uma disciplina de "Introdução à Informática" cujo objetivo é ensinar sobre computação. Certamente isso permitirá ao aluno conhecer o computador. Porém, do ponto de vista educacional, isso não altera o modo como os conteúdos das outras disciplinas são ministrados.

Portanto, a Informática na Educação significa o desenvolvimento do conteúdo de disciplinas curriculares por intermédio do computados. Por exemplo, o conteúdo de uma determinada série pode ser desenvolvido integrando o computador aos métodos tradicionais que o professor usa. No entanto, isso pode ser feito pelo próprio professor da disciplina como por um especialista em informática cuja missão é desenvolver as atividades de uso de computador na escola. Em geral, a presença do especialista em informática tem sido adotada por escolas que deseja ter o computador implantado nas atividades educacionais mas não estão interessados em resolver as dificuldades que a inserção do computador na disciplina normalmente acarreta como a alteração do esquema de aulas, ou investir na formação dos professores das disciplinas.

A Informática na Educação que o MEC-PROINFO tem adotado enfatiza o fato de o professor da disciplina curricular tem conhecimento sobre os potenciais educacionais do computador e ser capaz de alterar adequadamente atividades tradicionais de ensino-aprendizagem e atividades que usam o computador. No entanto, a atividade de uso do computador pode ser feita tanto para continuar transmitindo a informação para o aluno e, portanto, para reforçar o processo instrucionista, quanto para criar condições do aluno construir seu conhecimento.

http://br.geocities.com/spereirag

3 comentários:

op.6.9.emclaudialmeida disse...

Parabéns pela idéia de divulgar e orientar a aplicação da "informática na sala de aula"! Agradeço visita e a inclusão do "emclaudialmeida" na sua lista de links!
Apesar da caminhada, mudanças ainda se fazem necessárias do ponto de vista pedagógico porque essa filosofia do conhecimento ainda não impregnou as idéias de muitos educadores e não está definitivamente consolidada no nosso sistema educacional.
(http://mexaletras.blogspot.com/2007/08/em-busca-da-tecnologia.html)
Voltem sempre!Forte abraço!

Anônimo disse...

Diante de tantas inovações tecnológicas, a informática não pode ser deixada de lado. O professor precisa se interar e fazer com que essas mudanças cheguem até a sala de aula.

Carla

Luciene disse...

É muito importante a inserção da tecnologia no processo ensino-aprendizagem, pois o aluno está cada vez mais antenado com os avanços tecnológicos no seu dia-a-dia.
Achei muito interessante a idéia de se discutir este tema.